O Círculo Quadrado

02/01/2016 09:48:44

Onde está o Ano Novo? Tão amplamente festejado, saudado, aguardado, esse tal de Ano Novo parece ser uma figurinha muito difícil, hospedado nas alturas do Himalaia, em lugar que não se vê. No entorno, só o ano velho, o nosso velho conhecido de sempre.

Essa ideia de dividir o tempo em pedaços mensuráveis, sem nenhum ingrediente adicional que justifique o título, é um pouco frustrante. Mas a gente engole. Engole com Champagne, com cerveja, ou com aguardente. No meu caso, engulo com guaraná, embora goste mais da Tubaína Gold Scrin.

Não há nada novo no Reino da Dinamarca. Tudo está assustadoramente velho, e quanto mais velho o indivíduo, mais velho se torna o Ano Novo. Porque o velho e o novo são conceitos relativos ao nosso tempo subjetivo. Quem é novo, ainda não estratificou e tenta, pelo menos, fazer as coisas de um jeito novo. Quem é velho, já cansou de tentar. Então, não tenta, e fica com o ano velhíssimamente velho.

Contudo, eu que já cansei de tentar, não desisto das tentativas. Para o próximo ano, criei o projeto " Círculo Quadrado". Sim, eu sei, dará um pouco de trabalho, é coisa de gênio, mas o trabalho dignifica o homem e se a inspiração o move, a transpiração mantém o seu esqueleto...

Ler completo >>